O cemitério da lagoa

Atualizado: 2 de nov. de 2021

O cemitério ao lado da prefeitura não foi o primeiro e possivelmente não será o último. Então existe um antigo e assombrado cemitério aqui? Sim, muitos barra-velhenses até sabem onde ficou esse lugar, mas foram poucos os que pisaram lá.


O tal cemitério que estamos falando fica depois da ponte pênsil, mas atualmente, o cemitério foi soterrado e a vegetação ali já cresce. Mas é verdade, ali foi onde a maior parte das pessoas que morreram antes de 1930 foram enterradas.



Um antigo pescador e morador da cidade Seu Silvino conta um pouco sobre aquele lugar: “Sim, eu conheci o antigo cemitério! Por muitas vezes eu cavei nele. Ele não era muito grande e as pessoas tinham muito medo daquele lugar. Muitos diziam que tinha assombração por lá. Eu nunca vi nada, mas conheci pessoas que diziam ter visto gente que já tinha morrido por lá."


Segundo histórias de antigos pescadores, havia um defunto no antigo Cemitério da Lagoa que a terra não queria aceitar. Ele era enterrado e, no outro dia, seu corpo aparecia fora da terra, como se fosse expulso do próprio túmulo. Tratava-se de um homem que foi amaldiçoado pela mãe e não havendo tempo para pedir perdão, morreu nessa situação. Esse corpo seco aparecia durante as noites e observava os pescadores passarem pelas margens da Lagoa.


Mas peraí, o atual cemitério é bem no centro da cidade e esse antigo fica lá no começo da lagoa, como que levavam os falecidos? Pois então, os caixões eram levados nas canoas dos pescadores e tem gente que diz que usavam duas canoas, que iam uma ao lado da outra e colocavam o caixão atravessado nas duas.


Nessa brincadeira, já devem ter se perdidos alguns moradores que foram parar no fundo da lagoa. Esse problema foi resolvido com uma embarcação maior, a tal da “defunteira”, ela ficava sempre ancorada na lagoa pra quem precisasse usar. Hoje o caminho pro cemitério tá bem mais curto, e a gente não corre mais o risco de acabar no fundo da lagoa né? Hahaha